Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



"Os diletantes são-no geralmente de ideias ou de emoções - porque para compreender todas as ideias ou sentir todas as emoções basta exercer o pensamento ou exercer o sentimento, e todos nós, mortais, podemos, sem que nenhum obstáculo nos coarcte, mover-nos liberrimamente nos ilimitados campos do raciocínio ou da sensibilidade.” Eça de Queiroz

Culto

JAC, em 12.07.13

 

Com "Before Sunrise" fiquei a conhecer Jesse e Celine, com a inveja de assistir à sua história de amor começada num comboio e consumada em Viena. A sincera ingenuidade do filme logo o tornou num culto. Em "Before Sunset", passaram 9 anos, neles e em mim, e o reencontro em Paris mostrou duas pessoas cerca dos trinta em quem a vida já deixou algumas marcas e amadureceu os sonhos. Agora chegou "Before Midnight", e com ele os problemas do quotidiano e os cansaços do casamento. Estes filmes cresceram comigo, acompanhando fases da minha vida, umas vezes com maior proximidade do que outras. O fenómeno de culto à volta deste filmes está no realismo que conseguem contando histórias de gente normal, em textos de enorme qualidade, e na identificação quase imediata que conseguem entre as personagens e os espectadores. O cinema pode ser (aparentemente) simples, desde que genuíno, e ter uma enorme qualidade, conseguindo com este conjunto gerar fenómenos de culto. Talvez por isso me apeteça ouvir "Waltz for a night" cantada por Julie Delpy.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



os diletantes

JdF
Joana da Franca

JAC
João Albuquerque Carreiras

João A. Moreira
João Almeida Moreira

ajbarrote
Jorge Barrote

osdiletantes@sapo.pt





pesquisar

Pesquisar no Blog  




Google Analytics